sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Uma escolha...


Para melhor entendimento, leia AQUI!!


Parecia mentira ouvir aquilo da boca dele.
Por alguns minutos fiquei em choque, parada, apenas olhando para André que estava muito próximo de mim.
Assim que consegui voltar a pensar me afastei bruscamente dele.
_Por que, André?-foi a única coisa que consegui dizer.
Ele me olhou surpreso.Eu continuei:
_Você mesmo disse que eu estava confundindo os meus sentimentos e que eu logo te esqueceria. Lembra? Porque eu lembro perfeitamente! Por muito tempo essas palavras me feriram, mas hoje já não são capazes de arrancar uma lágrima dos meus olhos.
Ele caminhou em minha direção e segurou em minhas mãos:
_Eu estava enganado, Mary.
_Não, André. Você não estava enganado!
Ele se afastou lentamente.
_Como?-perguntou baixo.
_Isso mesmo que você ouviu. Você tinha toda razão! Quem diria não é? O cara que disse que nunca se apaixonaria entende mais de amor do que eu, que já me apaixonei várias vezes.
_Você não pode estar falando sério.
_Estou falando muito sério. Sabe André, quando te reecontrei você me disse que nunca iria se apaixonar. Acho que foi isso que me fez gostar de você!
Ele ergueu as sobrancelhas sem entender.
_Eu me senti desafiada a fazer com que você se apaixonasse. Isso não foi planejado, foi totalmente incosciente, mas hoje eu entendo que talvez seja isso. Além do mais você era totalmente o inverso de Caco! Eu estava cansada da minha rotina com o Caco, queria coisa nova, sem contar que você tinha sido a minha paixão de infância.
Ele me olhava muito sério.
_Acho que tudo não passou de uma paixonite de adolescente.-Eu conclui.
_Você acha?
_Não, André. Eu tenho certeza.
_Mas o que te faz ter tanta certeza disso?-ele perguntou.
_Eduardo.
Lágrimas começaram a molhar o meu rosto quando falei o seu nome.
André me olhava, parecia decepcionado.
_Eu sinto tanta falta dele.-Eu disse deixando meu corpo cair no sofá.- Eu preciso tanto dele, tanto e agora!
O choro me dominou.
André caminhou para perto de mim e se sentou ao meu lado no sofá.
_Quem garante que esse sentimento por ele também não seja uma paixonite?
Abri os olhos e contive o choro.
Olhei para o infinito e me lembrei dos olhos de Eduardo.
_Niguém pode garantir e eu não posso ter essa certeza. Mas eu escolho correr esse risco. Eu escolho me arriscar com Eduardo!
André segurou na minha mão com carinho e sorriu:
_Talvez o amor verdadeiro seja isso, uma escolha.
Eu o olhei e sorri, aquele era o meu amigo.
_Você ainda é meu amigo, André.- eu disse emocionada.
Ele sorriu:
_Eu ando bem confuso, mas não se preocupe, eu sei que vou encontrar alguém bacana e quando isso acontecer eu vou ter certeza disso. Só não quero perder sua amizade! Tanto você como Daisy são muito especiais para mim!
Eu fiquei de pé, ele me imitou e então nos abraçamos.
André não demorou mais, já era tarde e ele foi embora antes que o meu pai aparecesse.
Olhei para o relógio e suspirei triste.
Meia noite.
Já tinha perdido o ônibus.
Mas aquilo não era tão ruim, só tinha me dado ainda mais certeza do que eu queria.
E eu queria Eduardo comigo!

                                                                  ;)  Decidida

30 escreveram:

Jééh disse...

Isso aí Mary, boa garota, mas eu acho melhro você não se atrazar para o próximo ônibus, nunca se sabe o quanto a solidão pode transformar uma pessoa, volte para o Edu Mary ^^

Andressa P. Cruz disse...

lol
Sei não se vai dar certo tudo isso hen ;~
beijos querida

soporagora disse...

Só espero que Edu não pise na bola agora, né?
Beijooo...

*Dany* disse...

Ahhhh tomara que a Mari consigaaaaaa XD


Desculpa a sumidinha, é que a fuvest têm tomado quase todo meu tempo mas prometo aparecer mais!!!

Bjnhusss e boa semana

so sad disse...

Talvez o amor verdadeiro seja isso, uma escolha.

talvez...será?

beijo!

Leidiane disse...

Ai que bom. tomara que o Edu não esteja com outra pessoa..
Bjos ;*

Juliana. disse...

Eita, esse sentimento é complicado, nos deixa de um jeito..humm

Um beijo querida
Continua!!

Clara disse...

Finalmente ela se mostrou uma garota de atitude e que sabe o que quer... Ela quer o Edu, neh? Bem, ela mesma o perdeu, ela deve tentar ganhar denovo...

''Tay' disse...

OMG' só falta ela se decepcionar quando encontrar o Edu novamente D:

bjus =*

paraiso disse...

Aí sério ?! Não estou muito confiante não..

Beijos.

Debbys disse...

ohnn.. que fofa.. ^^
to adorando!
bjinhuss

João52 disse...

Vamos ver se o "Amor" de Edu vai resistir a este atraso... o amor verdadeiro resiste a tudo...

Parabéns Tânia sua história está cada vez melhor...

Tânia disse...

ooooooooooooooooooo *------*
que perfeito!
amei amei amei amei. ♥

Karina sousa ♥ disse...

Será que o Edu vai querer a Mary de volta, e coitado do André demorou demais!

Bjiinhoos

érikaandrafa disse...

Olá querida! Eis aqui mais uma admiradora da sua magnífica história!
Já li todo o percorrer da história da Mary e cada vez mais me surpreendendo com o jeito que essa história nos envolvem. Meus parabéns por seu talento! E que tudo fique bem na vida da Mary, ela merece afinal.
Um grande abraço! E parabéns, novamente.

Desabafando disse...

Ahm, que bom que a Mary ta mais decidida. Gosteiii..rsrs

Déjà Vu disse...

Minha linda te indiquei para um jogo!
Um desafio!
Pegue la no meu blog e jogeu no seu tb!
Te indiquei!
Beijos

Larissa disse...

Nada melhor do que estarmos decididas quanto ao que queremos. O amor pode sim, aparecer mais de uma vez, mas quando ele é verdadeiro, a gente só tem a certeza de que nada seríamos sem a pessoa amada.
Eu espero que o Edu não faça nenhuma besteira, até porque, se ele estiver feliz, a Mary vai ter que entender, porque nada melhor do que amar e desejar a felicidade do outro, mesmo que doa na gente.

Beijos.

*Tita e Sama* disse...

:O
tomara que de tudo certo..

Joe B. disse...

Já disseram, nunca se sabe quanto a solidão pode transformar uma pessoa. (Você é excelente, adoro ler-te).

Thiara Ribeiro disse...

Acho bom a Dona Mary correr! ^^

Michele disse...

Parece que a Mary se decidiu pelo melhor! :)

É sempre possível recomeçar...

Um beijo!

May Wanderley disse...

:D
aiin me vi inteiramente em sua personagem quando ela diz: "quando te reecontrei você me disse que nunca iria se apaixonar. Acho que foi isso que me fez gostar de você!
"
mas achava que ela ia expulsar ele para ir atras de eduardo, os onibus nunca saem na hora, quem sabe n dava tempo neh :/
mas mesmo assim amoo essa historiia, pena que ta chegando ao fim :/ affz

Cogu Cogumelo disse...

Esse capítulo me faz refletir sobre algo que comentei há muito tempo atrás.

Penso que a Mary vai terminar sozinha.

Mas quem sabe né? Você sempre nos surpreende a cada parágrafo.

Novamente volto a te desejar muito sucesso, paz, saúde, felicidade, prosperidade, bom humor, e tudo de bom que possa existir.

Abraços.

http://cogumex.blogspot.com/

dear sarah disse...

Boa semana querida.

Vanessa Sagossi disse...

Ah, será que a Mary ainda vai atrás do Edu???
Tomara que não!!


Beijos,
Vanessa Sagossi
comentandoofilme.blogspot.com

ONG ALERTA disse...

Será que esta certa do que quer???
Beijo Lisette.

Maria Lúcia disse...

Oi
Eu acho que a Mary
vai dar com os burros
na água.
Mais como você me surpreende
como essa reviravolta.
O André meu preferido
pra ficar com a Mary
dançou rsrsrsr...
Eduardo você é a minha
ultima esperança
não me faça morrer de
desgosto.
Quero ver a Mary muito
feliz.
Beijos...
Lúcia

Drizana Ribeiro disse...

Eu cho rei !
Sério ! Mesmo !!
Que lindo !
Ai estou tão ansiosa para a continuação.
Bjs, Dri !

Drizana Ribeiro disse...

Eu cho rei !
Sério ! Mesmo !!
Que lindo !
Ai estou tão ansiosa para a continuação.
Bjs, Dri !

Template by:

Free Blog Templates