quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Passeio na biblioteca

_Vamos Mary!-Nane insistiu.
Ai que droga!Quando Nane cisma, não tem jeito...
_Tudo bem, Nane. -Acabei concordando, quase sem concordar.
Nane queria ir para a biblioteca jogar um charme em Eduardo (aquele de olhos azuis da cor do céu que eu conheci esses dias).
Lá fomos nós “estudar”, eu fui direto para as prateleiras procurar um livro e nem olhei para o balcão. Escolhi um livro e fui para a mesa, Nane já estava sentada e fazia biquinho.
_Qual é o problema Nane?
_Todos. Hoje faz exatamente 33 dias que eu não beijo ninguém, até a Dako está ficando com Patrick... Eu to carente!
Eu não pude segurar a risada, só depois me lembrei de que estava na biblioteca e quando levantei os olhos, envergonhada, percebi que Eduardo me observava.
Acenei para ele e abaixei a cabeça sem graça.
_Ele te deu um fora?-Perguntei.
Nane negou.
_Imagina, eu perguntei pra ele onde estava um livro e ele só me respondeu, nada mais.
Ri novamente.
_Não era o que você queria?
_Era só um pretexto pra puxar conversa, afinal você também foi pedir informação sobre um livro e a conversa rolou solta, ficaram horas conversando.
Fui contar pra Nane e explicar o que já contei pra vocês na postagem Bagunça na biblioteca.
Nane compreendeu, mas não se conformou.
_Ele não para de olhar pra gente. -Disse tentando anima-la.
Funcionou. Nane riu feliz... Como é bom vê-la feliz!




Bju

3 escreveram:

Tay'' disse...

Aah, sempre falamos mais alto na biblioteca, ate mesmo sem perceber e é na biblioteca q rola as maiores bagunças.//detalhe, já fiquei com um menino dentro da biblioteca, atrás das estantes. kkk'

bjus flor ;*

Gêsa disse...

Adorei o blog, e o texto (:

Drizana Ribeiro disse...

ÁS vezes esqueçemos que estamos na biblioteca, mas de vez em quando é legal quebar as "regras do silêncio"!!!
bjs, Dri!

Template by:

Free Blog Templates